1 comentário:
De ME a 29 de Abril de 2010 às 11:49
Sempre acreditei que o desfecho ia ser este... Não era intuição, era confiança na pessoa em causa. E venha o próximo despacho... que terá de certeza idêntico desfecho! Um Abraço!

Comentar post