Sábado, 3 de Novembro de 2012

A viagem e as novas tecnologias

Há cem anos atras quando alguém se metia na aventura de ir de São Bartolomeu ao Porto a coisa devia piar fino o comboio tinha acabado de chegar ao longínquo Algarve, e as estradas, mais não eram que veredas e que raio, havia de levar um Messinense ao Porto, ainda se fosse a Santa Clara ou a Salir ou mesmo a Faro? Agora ao Porto essa terra longínqua que tinha feito o sangrento 31 de Janeiro, que era fria, nebulosa, e da qual se conhecia como principal qualidade o principal produto o néctar divino chamado impropriamente do Porto, pois que a totalidade das caves eram na vila em frente de seu nome Gaia, além de serem produzidas pelas cidades e vilas das redondezas da égua e afins. De qualquer forma a jornada era para ser preparada com umas semanas, senão com meses de antecedência, ele era o arranjar a mala, o malote ou quem sabe o simples saco, era vir ao povo de mula ou apé comprar o bilhete, despedir-se dos amigos dos conhecidos da família e deitar cedo e esperar ouvir o sino da Igreja e acordar a tempo, conseguir quando o comboio chegasse à hoje margem sul um barco ou outro meio de transporte que nos fizesse chegar à outra margem (sim que apesar de a ponte ser uma passagem para a outra margem, Salazar ainda estava a 15/16 anos de ir pela primeira vez para o governo, devia ou estar a acabar o curso de direito, ou a começar a lecionar), depois necessário era arranjar alojamento ou na casa de um parente, sim naqueles tempos distantes ainda havia o culto da família ou então de um conhecido, também havia o estranho habito de se abrir as portas aos amigos, de se mandarem cartas ou telegrama , enfim tempos de outrora, ou sempre havia a possibilidade de se terem posses e sempre se podia ficar numa pensão na zona do Rossio e ir ver in loco a estação com o mesmo nome onde anos atrás dois carbonários tinham despachado El-rei mais o príncipe e como a iluminação, já existia na grande urbe sempre se podia subir até à rotunda onde os revolucionários tinham despachado oitocentos anos de monarquia, depois sempre se o cansaço o permitisse se podia ir beber uma ginjinha com elas!

Agora tempo é de dormir que a viajem amanha é longa e aproveitasse para ir ver Coimbra e a Universidade, onde o conterrâneo João de Deus andou a licenciar-se em boémia, poesia e também direito e onde passou o tempinho certo para que a guerra de Troia tivesse o seu princípio meio e fim…, e que garbosas são as capas dos mancebos e as batinas dos estudantes.

Tempo de arranjar poiso e amanhã Porto, vou ver o meu filho e os meus pais que há que seculos não vejo!

Hoje cem anos depois um Messinense de adoção, agora Silvense de morada fiscal resolveu fazer o mesmo mandou um sms ao filho e disse-lhe mete-te no comboio e vai para casa dos avós, amanha vou ao Porto.

Liguei a internet comprei o bilhete sem ter que falar com ninguém, pus o telemóvel em modo despertar, acordei às 6 da manha (tal e qual a conchita morales, a tal que viu” los federales” e mais lá prá frente os mandou pra puta que os pariu J, a letra é dos xutos e pontapés se não me engano do álbum XIII, os palavrões são deles eu sou só o núncio …), as 7,45 la chegou o pendular com 15 minutos de atraso (cos diabos somos latinos e os homens estão cansados só fizeram a ultima greve no dia 1 deste mês e hoje ainda são só três de novembro do ano da graça de 2012, para os Judeus prai mais uns 3000 mil anos e pros Muçulmanos prai menos uns seiscentos talvez estejaé no ano de 2q12 e hoje vá ver duas luas… ), duas luas não sei se vou ver mas que estou numa viagem surreal na companhia de uma afro europeia que mais parece uma ourivesaria ambulante, que teve dificuldade em entender porque é que eu queria o lugar 12 (janela) que era meu por direito de compra em vez do 18 que era o dela e que a excelência tinha ocupado os dois, lá lhe consegui explicar que aquele lugar era meu e por isso se fizesse o especial favor o desocupasse, ainda tive que ouvir parece que tem alguma diferença entre um e outro, expliquei-lhe já com o sorriso de alguns passageiros que para mim fazia toda a diferença podia usufruir da janela e por isso tinha marcado aquele lugar. Agora o surreal continua, sacou de um casqueiro que dava para alimentar uma família e beberica uma heinekken … enfim hábitos gastronómicos diferentes…

Espero chegar à gare do Oriente, pelas dez, dez e quinze acabei por passar em ermidas (este pendular para em cada sitio… mas não em Messines), estou a escrever depois de ontem ter apanhado um valente puxão de orelhas do meu editor em chefe Artur de seu nome J, e a ouvir neste preciso momento através dos phones mp3 que tiveram o milagre de terem sido lavados , centrifugados e secados e tem um som mais límpido , o que uma lavagem faz , a ouvir  dizia a diva Élis regina que tão cedo nos largou, ainda bem que um amigo não nos consegui deixar há dia, para ele o meu abraço.

Pois como dizia vou parar em Lisboa almoçar com uma amiga , espero sinceramente, que depois da conversa que vamos ter continue nesse estado e não me atire ao rio trancão J, ontem por um acaso da net talvez ainda consiga ver a minha primeira namorada num café fogaz na gare do dito Oriente, hoje já não a chavala piquinina e lá de tras do sol posto Aldeia da Ponte se a memoria não me atraiçoa, hoje casada e mãe de família e mãe de dois garbosos moçoilos que devem estar na idade do armário hehehehe… aguenta moça, e vai ser giro ver o que uns vinte e cinco anos nos fizeram!

Depois Porto onde ainda tenho que avisar via sms o senhor meu pai a que horas chego e vou jantar com os cotas e com o meu júnior, que anda com umas ideias peregrinas enfiadas na cabecita jovem e idealista.

Cheira-me que vou cravar a minha irmã para irmos qual peregrinação ao Majestic degustar, aquele fantástico café a 500 escudos a chávena, mas mesmo em tempo de crise é um prazer e um hábito que não vou perder e saborear um ótima cigarrilha aromática, que sempre se há-de morrer por isso ao menos alguns prazeres. 

Amanha de volta ao torrão adotivo… é que cem anos fazem toda a diferença!

 

PS. 1 Parece que amanha vai haver revolução em algumas camaras do Algarve o Presidente Desidério, de Albufeira, parece que vai para o Turismo e a Presidente da Camara de Silves parece que vai como administradora delegada para as Águas do Algarve, com quem parece que previamente negociou o calote de uns bons milhões de euros (parece que aguarda visto do Tribunal de Contas) paga Rogérinho J

PS.2 Em boa hora vai porque dia doze a Camara vai a Tribunal com o BES em virtude de um factoring com assinatura da senhora que nunca foi pago nem cumprido, paga Rogerinho.

PS.3, Parece que o grupo Oceânico vai receber uma bolha de oxigénio de uns aproximadamente 500.000,00 euros, paga Rogérinho!

E por aqui me fico com a consciência do dever cumprido para a Voz de Silves (isto se a minha pen funcionar (sim que a minha saga com a PT e suas participadas é longa e cheia de peripécias).

Feito a bordo do pendular e enviado via oen que milagrasamente arranjou rede!

 

Até Já!

feito, revisto e publicado por, José Paulo de Sousa às 09:28
ligação do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De anónimo a 4 de Novembro de 2012 às 14:38
E AS JUNTAS DE FREGUESIAS, DESDE O PRINCIPIO DO ANO QUE NÃO RECEBEM, O QUE TEM DIREITO, DA CÂMARA MUNICIPAL DE SILVES. E O ROGERINHO A COLABORAR.

Comentar post

Eu


follow Jpaulosousa at http://twitter.com

O tempo na Vila

site meter

últ. comentários

É uma perspectiva interessante, da qual as pessoas...
Então aconselho que leias ao menos as seguintes ob...
...E PAGA AS PORTAGENS QUE O CONTRIBUINTE NÃO TEM ...
blabla bla...mas andaste 4 anos a comer do estado!...
Vª Exª é que se auto intitulou não fui eu ...
E um estúpido é um estúpido.
Feirante é Feirante e ponto final. Qual o problema...
José Paulo Sousa, ainda não percebeste que há uma ...
Termin7ologia do portal da empresa Qual a diferenç...
como vê sou muito mais tolerante e educado do o ca...

Recentes

eu não vou pedir desculpa...

memórias (7)

memorias (6)

memorias (5)

memórias(4)

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ligações

tags

todas as tags

mais comentados

26 comentários
12 comentários
12 comentários
12 comentários

Best of the best

a casa da cultura como el...

Socrates o Neoliberal

A menina que tem dois pai...

As minhas leituras (I)

pesquisar

 

Prateleira

blogs SAPO

subscrever feeds