Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011

o discurso antes e depois - variações

Uma das características mais marcantes de quase a totalidade de quem se candidata a um cargo qualquer que seja, desde a mais alta magistratura da nação até a segundo suplente da direcção de uma colectividade qualquer, é a divergência do discurso pré eleitoral e a praxis após a tomada de posse.

 

Começa-se sempre por discursar dizendo a partir de agora tudo o que passou passou somos todos ... e vamos trabalhar para o bem comum.

 

Também é habito dizer-se que se vem para os lugares só pelo desejo de servir sem se almejar nada mais que o bem comum ...

 

Costuma-se também dizer que não se vai esconder os possíveis insucessos com as governações anteriores... !

 

Depois invariavelmente faz-se igual ou pior que os antecessores, primeiro tudo o que estava feito, mesmo que bem feito é para se desfazer...

 

Tudo o que estava acordado e assinado é para não se cumprir...

 

Os novos dirigentes alguns deles sem entender ainda como tiveram a dita sorte de sentarem o cóccix na cadeira transformam-se do dia para a noite em pequenos déspotas arrogantes cheios de certezas e dotados do dom divino de saberem e falarem sobre tudo mesmo de coisas que nunca ouviram falar nem de perto entendem...

 

Quando depois das primeiras idiotices os resultados começam a surgir há duas reacções típicas; se melhores incham como balões e a certeza divina adquirida no supermercado perdura, se os resultados são piores a culpa é invariavelmente dos que os precederam, normalmente um bando de biltres desonestos que se andaram a abotoar, mas com o cuidado de não dizerem isto à frente dos ditos que os antecederam a quem normalmente pela frente continuam a cumprimentar como se de irmãos germanos se tratassem, não sei se por hipocrisia se por receio de apanharem um caldunço de algum antecessor um pouco mais belicoso...

 

Mas normalmente é assim a culpa é sempre do antecessor a gente não sabia de nada ...

 

Quem se lixa???

 

O de sempre !!!

 

Até já!

feito, revisto e publicado por, José Paulo de Sousa às 16:19
ligação do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De PREGADOR NO DESERTO a 5 de Setembro de 2011 às 10:40
Às vezes tens uns "vaipes" de alguma lucidez! É de louvar, por que a falta deles é geral, isto é,- para ser mais explícito -, o carneirismo abunda e as pessoas nem se dão ao trabalho de meditar sobre a vida colectiva e em sociedade.

Acho que poderias tornar-te, ou pelo menos ensaiar o papel de "IMÃ", até que chegasses a MESSIAS, para que dessa forma fosses dando conselhos de modo a orientares o povo ignoto e os soberbos, que depois de se alcandorarem a qualquer cargozito, julgam ser iluminados pela sabedoria divina ou terrena!

Tens as qualidades e o dom de quem pode vir a ser o educador do povo.

Eu, por mim, serei um fiel seguidor!

Vamos à luta! Vamos destronar os usurpadores dos pequenos e grandes tachos, para devolver a soberania ao poder popular!
De José Paulo de Sousa a 5 de Setembro de 2011 às 12:10
obrigado pelas palavras,

mas caso não tenhas reparado este poste também tem muito de autobiagrafico eu também já achei que tinha dotes divinos :)!!! acho que nunca falei do que não sabia , mas já tive também a minha dose de soberba e autismo ...

por isso não estou aqui para atirar pedras , mas só mesmo para reflectir!

até já!
De manuelfernandes9 a 6 de Setembro de 2011 às 04:26
Eu não percebo nada de psicologia social,mas o meu empirismo (muito fraco:abunda a experiência,mas a reflexão tende a tornar-se agnostica-sintomas evidentes de psicopatologia!)recomenda que é necessário sair deste ciclo vicioso...
De Nuno Cruz a 6 de Setembro de 2011 às 22:09
Mas que grande verdade
o mexilhão

Comentar post

Eu


follow Jpaulosousa at http://twitter.com

O tempo na Vila

site meter

últ. comentários

É uma perspectiva interessante, da qual as pessoas...
Então aconselho que leias ao menos as seguintes ob...
...E PAGA AS PORTAGENS QUE O CONTRIBUINTE NÃO TEM ...
blabla bla...mas andaste 4 anos a comer do estado!...
Vª Exª é que se auto intitulou não fui eu ...
E um estúpido é um estúpido.
Feirante é Feirante e ponto final. Qual o problema...
José Paulo Sousa, ainda não percebeste que há uma ...
Termin7ologia do portal da empresa Qual a diferenç...
como vê sou muito mais tolerante e educado do o ca...

Recentes

eu não vou pedir desculpa...

memórias (7)

memorias (6)

memorias (5)

memórias(4)

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ligações

tags

todas as tags

mais comentados

26 comentários
12 comentários
12 comentários
12 comentários

Best of the best

a casa da cultura como el...

Socrates o Neoliberal

A menina que tem dois pai...

As minhas leituras (I)

pesquisar

 

Prateleira

blogs SAPO

subscrever feeds