Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

Fim/Fmi está perto

e pronto lá tivemos a geral greve, hoje a imprensa escrita diverge o meu DN baliza a coisa entre um intervalo de 29% a 85%, não era coisa que não se esperasse.

 

em tempos idos lembro-me da azafama com que se contabilizavam presenças nos serviços municipais e quando a adesão era muita optava-se por comunicar os serviços que estavam efectivamente encerrados enfim números.

 

mas é uma inevitabilidade a Republica está em crise, os juros da divida soberana continuam a raiar os 7% nos dias bons é claro, mas se isto é mau para a Republica, como será para o cidadão que já paga por créditos ao consumo taxas de 13 a 14%? continua a utilizar os seus fantásticos cartões de crédito uns mais dourados que outros com taxas entre os 24 e os 29,75%, isto está mau está mesmo.

 

e isso notasse, nas escolas há já uma rede de solidariedade entre professores(as) e funcionários(as) para levarem para a escola as roupas usadas mas ainda muito capazes de serem usadas por miúdos que não as tem e os pais não as podem dar.

 

não há mesmo volta a dar, a crise anda cá... mas tem que se dar mesmo uma volta a isto...

 

e temos de decidir se queremos continuar a colocar a Republica a um passo da insolvência ou se temos de considerar umas coisinhas, a saber:

 

a) não temos aparelho produtivo com grande incorporação de tecnologia, mas a modelo da mão de obra barata já foi e não temos condições para combater os assalariados da Ásia que trabalham aí umas 14 a 15 horas quando não mais..., por uns míseros 80 dólares por mês.

b) não temos materias primas nem recursos tecnológicos, nem quaisquer outros recursos.

c) temos um aparelho produtivo obsoleto, e uma mão de obra das mais desqualificadas e menos produtivas da zona CE.

d) ganhamos mal ( mas mesmo assim ganhamos de mais ) mas produzimos pior ainda.

e) temos uma apetência consumista intrincada na cútis pelas facilidades dos milhões da CEE/CE/UE

f) sofremos de uma subsidio dependencia doentia

 

estes entre outros são alguns dos nossos grandes e graves problemas...

 

e temos de rapidamente tomar uma decisão ...

 

não podemos continuar a ter uma cultura baseada em em subsídios em que uma cada vez menor fatia de activos trabalha para sustentar uma cada vez maior fatia de reformados, de desempregados e de todos os outros que nunca tiveram ocupação na vida mas que foram sobrevivendo à custa e serem minorias étnicas que temos de tentar incorporar, ( mas porque não se tentam incorporar eles?).

 

só posso dizer e estou absolutamente certo que poderá não ser a ideia mais popular, mas já há bastante tempo que me deixei de concursos de popularidade, que temos de reduzir o aparelho do estado, das autarquias locais, reduzir o largo espectro de subsídios existentes, terminar com muitos deles, aliviar a carga fiscal, modernizar a lei laboral e começar mesmo na função publica a não tratar todos por igual mas sim com base no mérito, mas não nas formas actuais em que todos são excelentes mesmo aqueles que nada fazem...

 

se assim for talvez ainda se tenha tempo de dar a volta a isto senão o fim está perto , perdão não é o fim é o fmi

 

até já!

 

feito, revisto e publicado por, José Paulo de Sousa às 09:41
ligação do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De José Pereira a 29 de Novembro de 2010 às 19:23
Acho que é mais o fim, mas da recolha de lixo na vila de Messines ao fim de semana. Hoje tinha um aspecto exemplar mesmo a condizer com as plaquitas que a Junta de Freguesia andou a distribuir um pouco por todo o lado. Eventualmente se não pôr-mos o lixo no chão, só vejo uma hipótese: - à porta da junta....

Comentar post

Eu


follow Jpaulosousa at http://twitter.com

O tempo na Vila

site meter

últ. comentários

É uma perspectiva interessante, da qual as pessoas...
Então aconselho que leias ao menos as seguintes ob...
...E PAGA AS PORTAGENS QUE O CONTRIBUINTE NÃO TEM ...
blabla bla...mas andaste 4 anos a comer do estado!...
Vª Exª é que se auto intitulou não fui eu ...
E um estúpido é um estúpido.
Feirante é Feirante e ponto final. Qual o problema...
José Paulo Sousa, ainda não percebeste que há uma ...
Termin7ologia do portal da empresa Qual a diferenç...
como vê sou muito mais tolerante e educado do o ca...

Recentes

eu não vou pedir desculpa...

memórias (7)

memorias (6)

memorias (5)

memórias(4)

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ligações

tags

todas as tags

mais comentados

26 comentários
12 comentários
12 comentários
12 comentários

Best of the best

a casa da cultura como el...

Socrates o Neoliberal

A menina que tem dois pai...

As minhas leituras (I)

pesquisar

 

Prateleira

blogs SAPO

subscrever feeds