Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

Diário do Irão - Teerão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Olá, já fui e estranhamente .... voltei! Pois é afinal aquilo não é tão mau como dizem e também não é assim tão perigoso, em resumo os iranianos não comem criancinhas ao petit dejeuner!

 

Vou tentar aqui ao longo dos dias dar-vos contas das vivências, dos cheiros, das experiencias desta minha incursão à Pérsia Antiga ( parte) ao ao actualmente designado por Republica Islâmica do Irão.

 

Não posso dizer que fiquei um expert do país mas que fiz uns bons três mil quilometros lá dentro fiz, e só vos posso dizer gostei...

 

Tenho que dizer que lá no fundo lá no fundo estava medianamente apreensivo, principalmente pelas minhas duas penduras, mas tirando alguns episódios caricatos, nunca ouve nada de diferente..., fomos olhados? fomos! era-mos uma espécie exótica? era-mos! Mas também se vissem um trio de iranianos a vaguear por aqui pelo concelho elas vestidas à maneira com os seus lenços confessem lá que também olhavam.

 

Bem depois de umas horitas valentes lá aterramos no IKA ( Iman Komenhie Internacional Aeroporto), o homem é omnipresente!

 

A minha mala como sempre caprichou por ser das ultimas e lá por volta das três da manha chegou. Controles de chegada e é tão bom não ser iraniano ... eles em filas compactas, nos os "estrangeiros" para aí uns doze numa fila pequenina, notavam-se logo as diferenças as nossas moças não seguravam bem os véus e os nossos véus, nossos delas eram bem mais leves que os delas... deles :).

 

Controle de bagagens antes de sair do aeroporto, claro estava-se a ver que a minha mala tinha de dar barraca... passou uma vez e demorava a sair quando saiu, perguntaram de quem era... pois ... lá fui à volta por a mala novamente no raio X ( mas que raio fiz eu desta vez?), lá passou , e o mesmo funcionário num Inglês pouco mais que farssi/ingles lá me deu a entender que queria que eu abrisse a dita... grrrrrrrr começa bem. Lá se cumpriu a vontade do funcionário que sabia nitidamente ao que ia ... apontou para uma caixa de bolachas do continente :) bolachas disse eu! abre disse ele ... abro? abre ... abri, surgem lá de dentro os pacotinhos individuais de quatro bolachinhas analisou analisou e lá me deixou passar com as ditas, estive para lhe oferecer uma embalagem mas o digno membro da segurança das fronteiras do Irão podia não apreciar o gesto e lá vim eu com a mala meia aberta farto de ser olhado pelos passantes, sim que isto de se poder detectar um ocidental a soldo do grã Satã podia ser giro... eram só bolachas porra!!!

 

Toca a ir dormi que logo é dia de começar a visitar.

 

Hoje deixo-vos com o um dos monumentos mais conhecidos de Teerão, principalmente após as eleições presidenciais do ano transacto.

 

Até já

feito, revisto e publicado por, José Paulo de Sousa às 08:25
ligação do post | comentar | favorito
|

Eu


follow Jpaulosousa at http://twitter.com

O tempo na Vila

site meter

últ. comentários

É uma perspectiva interessante, da qual as pessoas...
Então aconselho que leias ao menos as seguintes ob...
...E PAGA AS PORTAGENS QUE O CONTRIBUINTE NÃO TEM ...
blabla bla...mas andaste 4 anos a comer do estado!...
Vª Exª é que se auto intitulou não fui eu ...
E um estúpido é um estúpido.
Feirante é Feirante e ponto final. Qual o problema...
José Paulo Sousa, ainda não percebeste que há uma ...
Termin7ologia do portal da empresa Qual a diferenç...
como vê sou muito mais tolerante e educado do o ca...

Recentes

eu não vou pedir desculpa...

memórias (7)

memorias (6)

memorias (5)

memórias(4)

Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

ligações

tags

todas as tags

mais comentados

26 comentários
12 comentários
12 comentários
12 comentários

Best of the best

a casa da cultura como el...

Socrates o Neoliberal

A menina que tem dois pai...

As minhas leituras (I)

pesquisar

 

Prateleira

blogs SAPO

subscrever feeds